O IDC RECEBE MENÇÃO HONROSA DO CNJ POR MEIO DO IX PRÊMIO CONCILIAR É LEGAL

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) concedeu menção honrosa ao IDC referente ao IX Prêmio Conciliar é Legal no dia 05 de fevereiro de 2019. A cerimônia de premiação ocorreu na primeira sessão plenária do CNJ de 2019, na sede do órgão, em Brasília.
Promovido pelo CNJ, o prêmio tem como objetivo identificar, premiar e disseminar experiências que contribuem para a pacificação de conflitos, com rapidez, inovação e eficiência. Os critérios considerados pela comissão julgadora para avaliar os projetos inscritos foram: eficiência, restauração das relações sociais, criatividade, reaplicabilidade, alcance social, desburocratização, efetividade e a satisfação do usuário.
A instituição foi representada pela advogada Juliana Guanaes que na oportunidade socializou uma de nossas publicações: Mediação Um Novo Paradigma para a Convivência Humana.
Em carta de agradecimento encaminhada ao CNJ, Maria Celeste diretora executiva do IDC destacou, “a Instituição adota os aprendizados com a mediação, não apenas como projeto para a comunidade, mas também como cultura institucional, a qual utilizamos com o público interno de colaboradores, conselheiros e os parceiros, por acreditar que os princípios da mediação são necessários e aplicáveis em diferentes contextos das relações humanas”.
O IDC defende os princípios da mediação desde sua origem em 2004, e esse Prêmio representa uma conquista que nos leva a perceber os avanços significativo no que diz respeito aos meios alternativos para gestão dos conflitos no Brasil.