Trilhando Caminhos

Apresentação

O Projeto Trilhando Caminhos é uma ação socioeducativa fundamentada na proposta pedagógica do protagonismo juvenil. Tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento da sociedade, por meio da educação de adolescentes, desenvolvendo nestes a formação humana, crítica, cidadã, estimulando o autoconhecimento, o protagonismo juvenil, e reflexões sobre escolha profissional. Pretende-se ainda conscientizá-los do seu papel enquanto agentes de transformação social.

A ação é desenvolvida por meio da realização de encontros semanais, denominados oficinas, no contraturno escolar. Entende-se por oficinas momentos de estudos sobre determinada temática, nos quais a construção dos conceitos é feita pelos adolescentes com a mediação de uma educadora que promove metodologias com base nos objetivos do projeto, pautadas na ludicidade.

 

A ação foi implantada no ano de 2010 pelo IDC no município de Presidente Tancredo Neves, beneficiando, até o ano de 2017, 330 adolescentes na faixa etária de 14 a 17 anos, provenientes da sede do município e da zona rural.

 

A proposta tem consonância com o Plano Nacional dos Diretos Humanos de Crianças e Adolescentes elaborado pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA), que traz como prerrogativa a participação de crianças e adolescentes em assuntos a eles relacionados como também em espaços de convivência e construção da cidadania, conforme eixo 03 e suas diretrizes.

 

Ademais, a iniciativa tem convergência com os propósitos da Proteção Social Básica do SUAS (Sistema Único da Assistência Social), no que diz respeito ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, uma vez que fortalece as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva, a defesa e afirmação de direitos.


Resultados

Período 2010 a 2017:

  • Adolescentes reconhecem o amadurecimento pessoal obtido a partir da participação no projeto, destacando aspectos como: melhoria na capacidade de expressão, na convivência em grupo, elevação da autoestima e autoconfiança, da responsabilidade e do comprometimento;
  • Adolescentes aprendem noções de planejamento pessoal e construção de metas por meio da elaboração do seu projeto de vida;
  • Ampliação das perspectivas de formação educacional a partir das reflexões suscitadas na construção do projeto de vida, com influência direta na visão positiva de futuro dos adolescentes;
  • Ampliação do nível de engajamento social dos adolescentes, por meio de participação em eventos sociais.